Bitcoins nos motivam a escrever: 1EtLeS5xVyxhA2ucWxpbCBkZz65Lrenmgf
Você está em: Sistemas Operacionais > Windows

A História do Windows - Versões

Introdução

A Microsoft foi fundada em 1975 por Bill Gates com idade de 19 anos em parceria com Paul Allen. O primeiro produto comercial da empresa foi o Altair BASIC para o MITS Altair (Micro Instrumentation Tlemetry System), produzido no mesmo ano. Em 1980 a empresa deu um passo decisivo ao adquirir da Seattle Computer Products o sistema operativo 86-DOS.

A Microsoft começou o desenvolvimento de um Gerenciador de Interface Subseqüente renomeado de "Microsoft Windows" em setembro de 1981. Com isso tornou-se possível à utilização do mouse em um ambiente de telas gráficas chamadas de janelas. Foi responsável pela popularização da interface gráfica dos computadores. Com a evolução do sistema operacional Windows, foram criadas várias versões , algumas voltadas para o usuário domestico e pessoal, outras para o uso profissional.

As versões para uso doméstico foram desenvolvidas com programação de baixo nível, sem grandes preocupações de segurança o que o tornavam eficientes, mas poucos estáveis e seguro. Com as versões para uso profissional, a Microsoft começou a desenvolver do “zero”, outro tipo de sistema operativo que passou a ser conhecido por NT (“New Tecnology”), este novo sistema mantém a interface gráfica de sucesso, é compatível com os anteriores ao nível binário, mas no seu interior é totalmente diferente já que implementa os conceitos necessários a um sistema operativo seguro.

Conforme as diferentes versões temos então duas famílias de Windows que evoluem de forma parcialmente independente:

1 – Uso doméstico e pessoal: Windons 1.0, Windows 2.0, Windows 3.0, Windows 3.1, Windows 3.11(não considerado como Sistema Operacional), Windows 95, Windows 98 e Windows ME;

2 – Uso profissional: Windows NT 3.5x, Windows NT 4.0, Windows 2000, Windows XP, Windows Vista.

NOTA: Para mais detalhes sobre a fundação da Microsoft assista ao filme "Piratas do Vale do Silício".


Veja as versões do Windows




10 de novembro de 1983


A primeira versão comercial do Microsoft Windows era distribuída em uma caixa com quatro disquetes de 5 ¼ polegadas e manual de usuário(imagem abaixo). A instalação era demorada e tudo se dava a partir do prompt do MS-DOS. O usuário precisava conhecer a fundo seu computador, já que era obrigado a fornecer informações detalhadas do hardware a partir de uma lista preparada pela Microsoft. Uma vez instalado(e se não desse nenhum problema), o usuário precisava executar manualmente o programa. O programa completo ocupava menos de 1 MB de espaço em disco, mídia que na época custava os olhos da cara.


 



 


Windows 1.0: Escolher e Clicar


 


A Microsoft começou a numerar as versões do Windows a partir de 1985. Nesta edição, funções como calendário, card file, relógio e pequenos programas de comunicações foram adicionados e podiam ser executadas "simultaneamente". Era o começo do escolher e clicar.


 





O chip Intel 286

Para tirar proveito dos novos processadores 286 da Intel, a Microsoft lança no final de 1987 o Windows 2.0. O software permite acessar a memória expandida e utilizar a tecnologia DDE (Dynamic Data Exchange), que ampliava as funções de comunicação entre as aplicações. Era a primeira versão a aceitar atalhos pelo teclado e o início da era de aplicações produzidas especificamente para o Windows.





Windows 3.0 e os PCs 386

A popularização dos micros equipados com o processador Intel 386 foi o principal motor do lançamento do Windows 3.0 em 1990, que trazia suporte total ao processador. Novos e avançados gráficos em 16 cores tornaram possível a entrega de ícones renovados, bem como a introdução de três ferramentas fundamentais da plataforma Windows: Program Manager, File Manager e Print Manager. Muitos desenvolvedores reescreveram totalmente suas aplicações para tirar proveito dessa nova versão.



Recorde de vendas

Ao lançar o Windows for Workgroups 3.1 em abril de 1992, não se imaginava que o mercado o receberia tão bem. Em apenas dois meses foram vendidas 3 milhões de unidades (incluindo atualizações do Windows 3.0). O motivo: trata-se da primeira versão do Windows a integrar recursos de rede, tais como compartilhamento de impressão e de arquivos (peer-to-peer). Entre as facilidades incluídas estava a possibilidade do usuário especificar que arquivos em sua máquina estariam disponíveis a outros usuários da rede. Esta versão também trouxe duas novas ferramentas: o Microsoft Mail e o Schedulle+. A versão 3.1 de novembro de 1993 integrou definitivamente os desktops como elementos da arquitetura cliente/servidor.



Finalmente uma Nova Tecnologia

Na apresentação do Windows NT 3.1 para a indústria em julho de 1993, Bill Gates afirmou que o software mudaria totalmente a forma como as empresas endereçavam suas necessidades computacionais. Apesar da semelhança de interface com o Windows 3.1, o kernel(responsável por controlar o acesso à memória, gerenciar a memória virtual, controlar os aplicativos, gerenciar arquivos, etc) do novo sistema era totalmente diferente, o primeiro em 32-bits, e proporcionou grandes avanços na segurança e no poder de processamento dos servidores. Marcava também o lançamento do sistema de arquivos NTFS, o suporte a múltiplos processadores e deu mais confiabilidade e escalabilidade aos micros da rede.


Preocupação com a segurança

Os negócios eletrônicos avançam e com eles a necessidade de proporcionar mais segurança para os dados das corporações vem a levar a Microsoft a lançar em 1994 o Windows NT Workstation 3.5. Ele permitiu o surgimento de inúmeras aplicações para o setor financeiro, área de engenharia, aplicações científicas e aplicações de missão crítica.



Um novo Windows

Quando apresentou o Windows 95 em agosto de 1995, a Microsoft tinha um objetivo claro: consolidar em uma plataforma única e melhorada, usuários das diversas versões do seu sistema operacional (além de usuários do MS-DOS). Ele incluía o MS-DOS 7.0, mas o usuário nem lembrava de sua existência após a instalação da nova versão da plataforma remodelada sob todos os aspectos. O software integrou o protocolo TCP/IP à plataforma de 32-bits permitindo suporte à Internet, redes dial-up e um presente para os usuários: a capacidade Plug-and-Play, que facilitava a vida de quem precisava acrescentar um novo programa ou periférico ao computador. Marcou também a consolidação do uso de multimídias nos micros. Um pouco depois havia o Windows 98 SE(Segunda Edição).


Uso da rede mais fácil

Em 1996, a Microsoft apresentou uma atualização de seu sistema operacional para redes. Com o Windows NT Workstation 4.0, o gerenciamento da infra-estrutura se torna mais simples e as Intranets se popularizaram. Também incluiu uma nova interface gráfica, que o tornou parecido com o Windows 95.



A vez do usuário final

O lançamento do Windows 98 foi marcado por um dos mais famosos micos da história da informática. Durante a apresentação de Bill Gates para a imprensa, a ferramenta simplesmente travou e apareceu a famosa tela azul para delírio da platéia. A Microsoft descreve esta versão como a primeira desenhada especificamente para o usuário final e suas necessidades. A proposta era tornar mais fácil a vida dos usuários de micros, agilizando o acesso às aplicações e dar suporte a dispositivos USB.


Windows 98 SE
A Microsoft lança em 1999 a segunda versão do Windows 98 SE(Second Edition) com algumas correções do Windows 98 e novas atualizações tais como:
Modo de transferência assíncrona (ATM)
Baía de dispositivo controlador
Versão do DirectX 6.1
Internet Explorer 5.0
Windows NetMeeting 3.0
Microsoft DirectX API 6.0 (melhorou muito o suporte para aplicações multimídia).
O Gerenciador de conexões da Microsoft versão 1.2
Microsoft dial-up (DUN) de rede versão 1.3
Microsoft Distributed Component Object Model (DCOM98)
Compartilhamento de conexão com a Internet da Microsoft (ICS)
Microsoft Data Access Components (MDAC) 2.1
Acessibilidade do Microsoft Active Directory (MSAA)
Microsoft Wake-on-LAN
Microsoft Wallet versão 3.0
Modem do Microsoft Windows Driver Model (WDM)
Microsoft Windows Media Player versão 6.2
As atualizações de Microsoft Year 2000 (Y2K)
MSN, A Microsoft Network versão 5.0


A chegada do Millenium

Última versão baseada no código do Windows 95, o Windows Millenium Edition (Me) foi lançada em 2000 para dar mais capacidade aos usuários domésticos e compatibilidade às aplicações de vídeo, áudio e redes domésticas. Esta versão introduziu recursos para ajudar na recuperação do sistema em caso de falhas e aprimorou a capacidade multimídia. O Windows Movie Maker e a versão 7 do Microsoft Windows Media Player converteram o PC em uma central de entretenimento.


Ano 2000
A proposta era ousada. Com o lançamento do Windows 2000 Professional construído a partir da versão mais estável do Windows NT 4.0, a Microsoft queria substituir todas as versões anteriores da plataforma, quer em computadores de mesa ou em laptops. Com ela, adição de hardware ou software se tornou mais simples, com suporte a novos dispositivos wireless ou compatíveis com a tecnologia USB.



Uma nova eXPeriência – em casa

Em outubro de 2001 a Microsoft apresenta o Windows XP. Dessa vez, a aplicação já nasce com variações e características bem definidas. A versão Home Edition incluiu uma série de wizards para facilitar definitivamente as atividades mais complexas de instalação e configuração do equipamento (como a criação de redes), como também ampliou os recursos multimídia do sistema operacional, com atenção para as aplicações visuais.


Uma nova eXPeriência – versão profissional

Com o Windows XP Professional lançado em 2001, a Microsoft levou para o desktop todas as características que fizeram o sucesso do Windows 2000: confiabilidade, segurança e performance, aliadas a recursos imprescindíveis para o ambiente das empresas. Estão incluídas por exemplo, assistência remota, criptografia do sistema de arquivos e melhorias nos sistemas de acesso sem-fio.



Uma nova eXPeriência – poder de processamento

Ao ser lançado, ainda em 2001, a versão Windows XP Professional 64-bits tinha o objetivo de atender aos usuários mais exigentes que buscavam tirar o máximo proveito dos processadores Itanium 64-bits, da Intel. A combinação dessas duas feras, fornecia aos usuários grandes quantidades de memória e performance para trabalhar com operações em ponto flutuante, muito necessárias para aplicações 3D, tanto no trabalho quanto no lazer.



Outros sabores do XP

Mais versões específicas do Windows XP foram lançadas em 2002. Em outubro daquele ano foi apresentado o Windows XP Media Center Edition, voltado para as exigências de usuários que trabalham com mídias digitais e entretenimento - prato cheio também para quem prefere usar o micro como central de entretenimento digital. Um mês depois chegava ao mercado a versão Windows XP Tablet PC Edition, que inclui recursos de reconhecimento de escrita e permite a execução de aplicativos desenvolvidos para a plataforma XP nos tablet PCs, pequenos computadores portáteis, evolução dos laptops.



A Microsoft ocasionalmente lançou service packs para estas versões do Windows para corrigir problemas e adicionar novos recursos chamados de "Service Packs".

Service Pack 1

O Service Pack 1(SP1) do Windows XP, foi lançado em 9 de setembro de 2002. Os recursos mais notados foram o suporte a "USB 2.0" e o "Definir Acesso e Padrões do Programa". Primeiramente os usuários especificavam qual browser e qual mensageiro instantâneo eles usariam com acesso aos programas da Microsoft. O "Service Pack 1a" foi lançado ultimamente para remover o Microsoft Java Virtual Machine de acordo com a Sun Microsystems. O suporte do "Service Pack 1" e "Service Pack 1a" acabaram em 10 de outubro de 2006.

Service Pack 2

O Service Pack 2 (SP2) (de nome de código "Springboard") foi lançado no dia 6 de Agosto de 2004 após detalhes severos, com ênfase na segurança. Anteriormente como nos outros service packs, o (SP2) adicionou novas funcionalidades ao Windows XP, incluindo a instalação de um firewall, suporte à rede Wi-Fi com guia de introdução, bloqueador de pop-up no Internet Explorer, e suporte ao BlueTooth. Um dos maiores recursos de segurança adicionados foi o Windows FireWall que estava ativado por padrão, proteção avançada na memória e uma tecnologia chamada de "NX Bit" para proteger o processador de mais ataques virtuais; Além disso foi lançada a Central de Segurança do Windows um pacote de proteção que incluia o Firewall do Windows, a conexão com as atualizações automáticas e um antivírus que deveria ser instalado a parte. Outras novidades incluídas no pacote foram o Windows Media Player 9, o Directx 9.0c e o Windows Movie Maker 2 com uma nova interface, efeitos de vídeo e opções que foram incorporadas ao programa.

Windows Vista
Depois de vários adiamentos e muita expectativa, a Microsoft entregou para os fabricantes de PC o Windows Vista no início de novembro de 2006 e começou a ser comercializado em janeiro de 2007.



Vista atualizado

Depois de algum atraso causado por problemas com drivers, a Microsoft lançou, em março de 2008, a primeira atualização do Windows Vista chamada de Windows Vista Ultimate.



Tbm há o Vista Capable e Premium Ready e Windows CE.
Windows XP SP3

Tida como a terceira e última atualização do sistema operacional XP, o Service Pack 3 é lançado em 29 de abril de 2008 e melhora o desempenho do Office em até 10%.



Windows 7
O Windows 7 será o novo Sistema Operacional da Microsoft. O programa subistituirá o tão criticado Vista. O novo Sistema Operacional ja havia recebido diversos nomes antes da oficialização do atual. Windows Vienna e Windows Blackcomb ja foram especulados com nomenclatura oficial do produto. O nome Windows 7 faz referência a sétima versão do Sistema Operacional mais utilizado nos computadores de todo o mundo.

Sobre o Windows 7 Beta
A primeira versão Beta do Windows 7 foi disponibilizada para alguns frequëntadores da exposição anual de programadores. Foi lançado inclusive um desafio para que as pessoas comuns desenvolvessem aplicativos para a nova plataforma. Segundo a Microsoft, o Windows 7 só será lançado em 2010. Mas a data pode ser antecipada devido ao baixo índice de adesão do público ao atual Windows Vista.
Um dos homens mais importantes dentro da empresa, Steve Balmmer, afirmou que o Windows 7 seria semelhante ao Vista, mas muito melhor. Essa informação alegrou os usuários que esperam ansiosamente o novo Sistema Operacional.
Fontes
microsoft.com
tudoemfoco.com.br
pcworld.uol.com.br
rfreitasmoreira.sites.uol.com.br



Postado por: crisnao2 em 18/07/2013 às 23:21:03